Início Economia Access Bank Mozambique assina acordo de compra de acções do BancABC

Access Bank Mozambique assina acordo de compra de acções do BancABC

O Access Bank Moçambique SA, a Atlas Mara Limited e o ABC Holding Limited anunciam hoje que assinaram um acordo definitivo relativo a uma proposta de compra do African Banking Corporation (Moçambique), SA (BancABC) pelo Access Bank Mozambique, SA.

O anúncio foi feito através de um comunicado de imprensa conjunto dos bancos que aponta para uma fusão subsequente das duas entidades. Entretanto, a transacção está sujeita a várias condições, entre elas, aprovações regulamentares do Banco de Moçambique. Outro condicionalismo da operação tem a ver com a aprovação das autoridades locais e regionais, da comissão de concorrência, entre outras entidades relevantes.

“Uma vez implementado o acordo, espera-se que o banco reforce os seus rácios regulamentares e financeiros, resultando numa estrutura de capital mais robusta, que suportará um crescimento sustentável e assegurará que os clientes beneficiem de fazer parte de um dos maiores grupos financeiros do continente Africano”, refere a nota conjunta. Os principais destaques da transacção proposta incluem, “uma transacção complementar que combina as capacidades de financiamento Wholesale e comercial do Access Bank Moçambique SA com as operações bancárias de retalho e comerciais do BancABC”.

Lê-se ainda no comunicado de imprensa que “os clientes do Access Bank Moçambique e do BancABC vão beneficiar de um banco com uma capitalização robusta, uma oferta de produtos e serviços mais sofisticada e uma rede geográfica mais ampla”. Na sequência da fusão dos dois bancos, a entidade resultante irá posicionar-se como o sétimo maior banco do país, sendo esta subsidiária detida maioritariamente pelo Access Bank Plc.

Falando acerca desta transacção, o Administrador Delegado (CEO) do Access Bank Moçambique, Marco Abalroado, disse estar muito etusiasmado com o acordo para uma proposta de fusão com o BancABC, um banco comercial e de retalho com presença em seis províncias de Moçambique. “Esta fusão vai reforçar a relevância do banco em Moçambique. Aumentará a nossa escala e melhorará a nossa alavancagem operacional, permitindo-nos entregar as nossas ofertas a retalho e Wholesale existentes para uma base mais vasta de clientes”, cita a nota.

Ainda de acordo com o comunicado, o Access Bank Moçambique e o BancABC irão desempenhar um papel mais importante na expansão económica de Moçambique, alavancando as contribuições do BancABC para o desenvolvimento de empreenderes e PME, ao mesmo tempo que capitaliza a experiência do Access Bank no financiamento de grandes projectos, as Multinacionais e PME.

Por seu turno, Tawanda Munaiwa, Administrador Delegado do BancABC, que a transacção representa uma oportunidade para o BancABC Moçambique beneficiar de crescimento de escala e das mais-valias do Access Bank, incluindo capacidades de banca digital e experiência na área de Trade Finance. No documento, os bancos fazem saber que o Grupo Access Bank opera através de uma rede de mais de 600 balcões e service outlets, presente em três continentes, 12 países e com mais de 36 milhões de clientes e 45 milhões de contas bancárias, com 22 biliões de dólares de activos totais.

Segundo a nota, “esta fusão irá aumentar a capacidade do BancABC prestar financiamentos junto dos seus segmentos de retalho, comercial e PME, sendo que a sua rede de agências irá beneficiar de uma melhor plataforma digital e um melhor conjunto de produtos do Access Bank.Os clientes empresariais, lê-se ainda no documento, irão beneficiar da “expertise” do Access Bank nas áreas de trade finance, project finance, mercados financeiros e banca internacional, através da rede de distribuição do banco resultante e da presença do Access Bank nos principais corredores comerciais que ligam África ao Dubai, China, Líbano e Mumbai e Reino Unido, EUA e Hong Kong.

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

Moçambique pede à China alívio na dívida de 1.100 milhões de euros

A dívida total de Moçambique à China ronda 1,3 mil milhões de dólares (1,1 mil milhões de euros) e o país lusófono pediu um...

A primeira reação da Juventus após CR7 testar positivo à Covid-19

A Juventus emitiu, esta quarta-feira, nas plataformas oficiais o primeiro comunicado oficial onde fala sobre a situação clínica de Cristiano Ronaldo, que testou positivo...

Youtube remove vídeo do Governo brasileiro sobre o uso de máscaras

O Youtube removeu hoje da sua plataforma um vídeo da Fundação Alexandre de Gusmão, órgão ligado ao Ministério de Relações Exteriores do Brasil, que...

COVID-19 pode causar problemas na audição

Médicos alertam que a COVID-19 pode causar a perda auditiva súbita e permanente, nalguns doentes, depois de ter sido relatado o primeiro caso, esta...

Recent Comments

%d bloggers like this: