Início Economia Negócios SOICO assina protocolo para representar Banco Alimentar de Moçambique

SOICO assina protocolo para representar Banco Alimentar de Moçambique

A Fundação SOICO (FUNDASO) celebrou um protocolo de colaboração com a ENTRAJUDA de Portugal para desenvolver vários projectos na área social em Moçambique, com destaque para o Banco Alimentar Contra a Fome.

O protocolo foi rubricado esta terça-feira, em Lisboa, pelo Presidente do Conselho de Administração da FUNDASO, Daniel David; e a Presidente da instituição de solidariedade, ENTRAJUDA, Isabel Jonet. O documento enquadra-se no esforço de materialização dos Objectivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) 2 – “Erradicar a Fome” – e vai permitir estruturar um modelo de Banco de Alimentos em Moçambique baseado na experiência de actuação da ENTRAJUDA em Portugal.

A FUNDASO, através do Banco Alimentar Contra Fome em Moçambique, pretende reunir esforços para mitigação de problemas de alimentação, principalmente junto a pessoas carenciadas ou instituições de cariz sociais, como orfanatos, centros de acolhimento que intervêm no sector social em Moçambique a tirarem o máximo partido de recursos humanos e materiais que são escassos. Para o efeito, será efectuado um levantamento das respostas que já existem para, por um lado, evitar duplicações e, por outro lado, adequar a resposta às necessidades concretas e incentivar a partilha de experiências.

Para além de promover a doação de bens alimentares e não alimentares, o protocolo inclui a criação de uma Bolsa do Voluntariado que permitirá recrutar voluntários com competências e qualificações que queiram fazer da sua profissão uma boa acção. A FUNDASO é uma fundação privada que actua em áreas de interesse público, com enfoque no desenvolvimento inclusivo e sustentável de Moçambique, destacando-se as seguintes áreas: Cidadania e Educação, Saúde e Bem-estar e Ambiente e Recursos Naturais.

A ENTRAJUDA, instituição de solidariedade criada em 2004 em cuja génese se encontra o Banco Alimentar contra a Fome, tem vindo a estruturar um conjunto de apoios diversos, numa lógica de gestão e organização, destinados às organizações do sector social, que as ajudam a tirar melhor partido dos recursos de que dispõem, quer humanos, quer materiais.

Fonte: O pais

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

Moçambique pede à China alívio na dívida de 1.100 milhões de euros

A dívida total de Moçambique à China ronda 1,3 mil milhões de dólares (1,1 mil milhões de euros) e o país lusófono pediu um...

A primeira reação da Juventus após CR7 testar positivo à Covid-19

A Juventus emitiu, esta quarta-feira, nas plataformas oficiais o primeiro comunicado oficial onde fala sobre a situação clínica de Cristiano Ronaldo, que testou positivo...

Youtube remove vídeo do Governo brasileiro sobre o uso de máscaras

O Youtube removeu hoje da sua plataforma um vídeo da Fundação Alexandre de Gusmão, órgão ligado ao Ministério de Relações Exteriores do Brasil, que...

COVID-19 pode causar problemas na audição

Médicos alertam que a COVID-19 pode causar a perda auditiva súbita e permanente, nalguns doentes, depois de ter sido relatado o primeiro caso, esta...

Recent Comments

%d bloggers like this: