Início Internacional África do Sul: Manifestantes exigem fim da violência baseada no género

África do Sul: Manifestantes exigem fim da violência baseada no género

A violência baseada no género aumentou drasticamente na África do Sul desde que o governo declarou o Estado Nacional de Desastre, para combater a disseminação do Coronavírus. Apenas na semana passada, as autoridades anunciaram a morte de cinco mulheres pelas mãos de homens por elas conhecidos, segundo indica a CCTVPLUS.

Neste sentido, marchas de protesto contra a violência baseada no género agora se tornaram uma visão familiar no país. Neste sábado, os manifestantes marcharam até o prédio do parlamento sul-africano na Cidade do Cabo para exigir o fim da violência, fenómeno que aumentou durante a pandemia da COVID-19.

Mulheres e homens descontentes geralmente vão às ruas para expressar suas preocupações e listar suas demandas ao governo de forma violenta, desta vez, o movimento contra a violência baseada no género organizou um protesto pacífico nos Union Buildings, a sede do governo da África do Sul. De acordo com a CCTVPLUS, os manifestantes disseram que estavam nas ruas para mostrar solidariedade às vítimas de violência e ao mesmo tempo para expressar sua raiva com a falta de mudança na situação.

“Esses actos violentos e desumanizadores praticados por homens assustaram nossa nação e instilaram medo nos corações e na vida de muitos de nós. Não queremos ouvir sobre outra vida sendo tirada por um homem. Não queremos ouvir sobre actos brutais e violentos cometidos por um homem. As promessas de mudança que ouvimos repetidas vezes não se cumpriram. Hoje, nós os lembramos novamente, basta”, disse Thandeka Mahlangu, um dos manifestantes, citado pela CCTVPLUS.

No início desta semana, o Presidente sul-africano Cyril Ramaphosa anunciou que 1,6 biliões de rands (cerca de 96,5 milhões de dólares americanos) seriam alocados para um plano de resposta de emergência que se concentrará na erradicação da violência de género no país.

Fonte: O pais

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

Moçambique pede à China alívio na dívida de 1.100 milhões de euros

A dívida total de Moçambique à China ronda 1,3 mil milhões de dólares (1,1 mil milhões de euros) e o país lusófono pediu um...

A primeira reação da Juventus após CR7 testar positivo à Covid-19

A Juventus emitiu, esta quarta-feira, nas plataformas oficiais o primeiro comunicado oficial onde fala sobre a situação clínica de Cristiano Ronaldo, que testou positivo...

Youtube remove vídeo do Governo brasileiro sobre o uso de máscaras

O Youtube removeu hoje da sua plataforma um vídeo da Fundação Alexandre de Gusmão, órgão ligado ao Ministério de Relações Exteriores do Brasil, que...

COVID-19 pode causar problemas na audição

Médicos alertam que a COVID-19 pode causar a perda auditiva súbita e permanente, nalguns doentes, depois de ter sido relatado o primeiro caso, esta...

Recent Comments

%d bloggers like this: