Início Sociedade Criminalidade Agostinho Vuma continua internado no ICOR com quadro clínico reservado

Agostinho Vuma continua internado no ICOR com quadro clínico reservado

Cerca de vinte e quatro horas depois do baleamento do empresário e presidente da Confederação das Associações Económicas Agostinho Vuma continua internado no serviço de Urgências do Instituto do Coração. Informações avançadas por um dos membros da CTA indica que correu bem a intervenção cirúrgica sendo que neste momento continua a inspirar mais cuidados.

A meio da tarde deste sábado foi baleado na Cidade de Maputo o presidente da CTA Agostinho Vuma por indivíduos até aqui desconhecidos e à monte. Desconhecem-se também as motivações do crime.

Testemunhas no local contam que viram dois homens empunhando armas de fogo que alvejaram o empresário quando saia do seu escritório na capital do país. Depois da ocorrência a Polícia da República de Moçambique deslocou-se ao local e prometeu em coordenação com o serviço Nacional de Investigação Criminal acionar todas as linhas operativas neutralizar os autores do crime para sua responsabilização.

Este domingo logo pela manhã a família de Agostinho Vuma deslocou-se ao Instituto do Coração para se inteirar da evolução do estado clínico do seu parente.
Nisto estavam também no recinto daquela unidade sanitária privada os membros da CTA, onde o membro do pelouro de infraestruturas e presidente da federação moçambicana de empreiteiros, Manuel Pereira falou à imprensa tendo considerado com o estado clinico da vitima continua reservado.

“Isto é muito reservado portanto, nós estamos aqui como vocês sem saber muito sobre o estado de saúde porque os médicos estão ainda a trabalharem, portanto não sabemos se o Presidente Vuma está fora ou não de perigo, portanto é reservado o que digo é que precisamos ter calma e deixarmos que o tempo dirá, vamos continuar a trabalhar e deixarmos nossos clínicos funcionarem para vermos se amanhã na parte de tarde eles podem dar alguma informação”.

Membros da estrutura directiva da CTA entravam e saiam do Instituto do Coração e outros permaneciam no local para de perto acompanhar a evolução do quadro clínico de Agostinho Vuma. Do lado de forma era indisfarçável a presença policial ao redor desta unidade sanitária privada.

Fonte: O pais

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

Moçambique pede à China alívio na dívida de 1.100 milhões de euros

A dívida total de Moçambique à China ronda 1,3 mil milhões de dólares (1,1 mil milhões de euros) e o país lusófono pediu um...

A primeira reação da Juventus após CR7 testar positivo à Covid-19

A Juventus emitiu, esta quarta-feira, nas plataformas oficiais o primeiro comunicado oficial onde fala sobre a situação clínica de Cristiano Ronaldo, que testou positivo...

Youtube remove vídeo do Governo brasileiro sobre o uso de máscaras

O Youtube removeu hoje da sua plataforma um vídeo da Fundação Alexandre de Gusmão, órgão ligado ao Ministério de Relações Exteriores do Brasil, que...

COVID-19 pode causar problemas na audição

Médicos alertam que a COVID-19 pode causar a perda auditiva súbita e permanente, nalguns doentes, depois de ter sido relatado o primeiro caso, esta...

Recent Comments

%d bloggers like this: