Início Sociedade Presidente da República orienta, na Zambézia, cerimónia alusiva ao Dia da Vitória

Presidente da República orienta, na Zambézia, cerimónia alusiva ao Dia da Vitória

O Presidente da República, Filipe Nyusi, dirige, esta manhã, a cerimónia central alusiva ao Dia da Vitória, na Praça dos Heróis, na cidade de Quelimane, província da Zambézia.

No local, o Chefe de Estado depositou uma coroa de flores em homenagem aos heróis nacionais.

Trata-se de figuras que participaram activamente “na luta de libertação da pátria moçambicana, nas frentes da luta armada ou clandestina, no combate diplomático ou na informação e propaganda, na batalha pelo triunfo da independência, bem como no esforço abnegado tendente a valorizar as conquistas da independência nacional, da moçambicanidade e do desenvolvimento nacional”.

De seguida, Filipe Nyusi visitou uma exposição fotográfica, na Praça dos Heróis em Quelimane.

Através da referida exposição, o Presidente da República acompanhou a evolução da história do país, desde o desencadeamento da luta de libertação nacional, passar pelo momento que culminou com a assinatura dos Acordos de Lusaka, pela vitória tragédia Mbuzini, África do Sul, até ao percurso da chama da unidade nacional em diferentes pontos do país.

Filipe Nyusi acompanhou igualmente o processo sobre o desenvolvimento nacional através de fotografias. O Ministério dos Combatentes falou do que tem feito, de há tempo a esta parte. Entre diferentes actividades, a instituição destacou a formação de alguns filhos dos antigos combatentes.

Neste quinquénio, o Ministério dos Combatentes espera formar 150 filhos de combatentes e construir várias casas para os veteranos da luta armada. Na Zambézia serão construídas 30 habitações e até o fim do mandato, num total de 250 em todo o país. Serão ainda atribuídos seis mil meios de compensações aos antigos combatentes, até 2024.

Depois da exposição fotográfica, o Presidente da República dirigiu-se à tenda montada para as cerimónias centrais do Dia da Vitória, onde procedeu à imposição de insígnias a 25 veteranos da luta de libertação de Moçambique.

A cerimónia ainda está a decorrer e será replicada em todo o país. Ao todo serão condecorados 916 combatentes com a “Medalha Veteranos da Luta de Libertação de . Moçambique”. O vento será orientado pelos secretários de Estado.

 

Fonte: O pais

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

Moçambique pede à China alívio na dívida de 1.100 milhões de euros

A dívida total de Moçambique à China ronda 1,3 mil milhões de dólares (1,1 mil milhões de euros) e o país lusófono pediu um...

A primeira reação da Juventus após CR7 testar positivo à Covid-19

A Juventus emitiu, esta quarta-feira, nas plataformas oficiais o primeiro comunicado oficial onde fala sobre a situação clínica de Cristiano Ronaldo, que testou positivo...

Youtube remove vídeo do Governo brasileiro sobre o uso de máscaras

O Youtube removeu hoje da sua plataforma um vídeo da Fundação Alexandre de Gusmão, órgão ligado ao Ministério de Relações Exteriores do Brasil, que...

COVID-19 pode causar problemas na audição

Médicos alertam que a COVID-19 pode causar a perda auditiva súbita e permanente, nalguns doentes, depois de ter sido relatado o primeiro caso, esta...

Recent Comments

%d bloggers like this: